MOISÉS DINIZ 65789


PARABÉNS, TUPANIR!

A Escola Tupanir Gaudêncio, de Tarauacá, foi a segunda colocada no Prêmio de Gestão da SEE. Devido a legislação eleitoral, não pude estar presente. Fica o meu abraço aos Trabalhadores em Educação de nossa combativa escola, que fez bonito, enfrentou a estrada e levou a vitória.

 

 

 



Escrito por Moisés Diniz às 09h17
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Entre a realidade e a utopia

 UM OUTRO OLHAR SOBRE MARINA



Escrito por Moisés Diniz às 14h20
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




SOB O OLHAR DO BRASIL

Acre pobre e rural resiste a Marina

 



Escrito por Moisés Diniz às 09h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




PSICOPATAS DE TURBANTE

Os muçulmanos traçam sua descendência através de Ismael, o filho 'ilegítimo' de Abraão com Agar, a escrava. Apesar disso, condenam à morte as mulheres que cometem adultério.

A iraniana Sakineh Mohammadi Ashtiani foi condenada à morte por psicopatas vestidos de turbantes e que usam o sagrado nome de Alah.

Nosso total repúdio e nenhuma contemporização com a falácia de que devemos respeitar a decisão dos aitolás iranianos porque é uma questão de fé. Conversa fiada! Isso é obscurantismo religioso e pornografia jurídica!

Essas decisões religiosas, protegidas por seus líderes políticos, isolam cada vez mais o Irã e deixam em campo aberto os seus aliados no Ocidente.

Toda nossa solidariedade a Sakineh Mohammadi Ashtiani e nosso repúdio aos psicopatas que ultrajam e pervertem o Al Corão.

 



Escrito por Moisés Diniz às 22h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




COISAS SIMPLES E ESSENCIAIS

Hoje eu participei de algumas reuniões com setores diversos da sociedade. Pastores evangélicos, empresários, policiais e moradores de um bairro pobre. Reuniões distintas e sonhos distintos. Roupas e sapatos distintos.

A sociedade que se dividiu em castas, em classes e credos, em etnias  e até em lugares distintos para viver. Linguagem distinta. Olhares de angústia e de espera. Mundos terrivelmente opostos. Todos no mesmo barco, acreditando que a ilha da chegada será de todos, que os políticos são iguais como os grãos de areia da praia.

Naquele bairro pobre eu aprendi mais do que na minha augusta faculdade, na minha tribuna e nas minhas cansativas reuniões. Os doutores que me ensinam pelos jornais e pelos livros didáticos ainda não fizeram o pré-escolar da faculdade daquela gente brava e resistente.

Hoje naquele bairro eu aprendi que a humanidade é uma conquista dos bravos, mas também dos puros de coração. Que a vida só tem sentido se for vivida com o coração despreendido e as mãos abertas. Que o nosso tempo só terá serventia se fizer parte do tempo dos outros, especialmente daqueles que se perdem no anonimato das dificuldades da vida.

Vou dormir hoje com os meus anjos mais fortalecidos do que os meus lobos, mas ainda com o coração em busca de um lugar onde possa respirar em paz, junto aos meus irmãos.

Uma ponte frágil entre os problemas do povo e as nossas convicções.

 



Escrito por Moisés Diniz às 23h20
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




COMO MELHORAR A SEGURANÇA PÚBLICA?

Neste espaço nós queremos debater idéias para o Acre. Você pode contribuir com comentários ou enviando sugestões, questionamentos para moisesdiniz.acre@gmail.com.

Hoje nós apresentamos, em linhas gerais, o que a Frente Popular já realizou nesses 12 anos em duas áreas essenciais (segurança e saúde) e abrimos o debate sobre o que pode e deve ser feito na área da SEGURANÇA PÚBLICA.

Participe!

 

 



Escrito por Moisés Diniz às 19h27
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Meu perfil
BRASIL, Norte, TARAUACA, Homem
Histórico
Outros sites
  A Terra do Abacaxi
  A Capital dos Acreanos
  Notícias do Acre
  Sítios do Brasil
  Municípios do Acre
  Artigos Publicados
  Produção Literária